Pesquisar este blog

Carregando...

As 10 medidas do prefeito de Campos


O prefeito sub judice, Rafael Diniz (PPS), anunciou nesta sexta-feira (13) 10 medidas para conter a crise financeira. 

Nos primeiros 13 dias do seu governo, o prefeito precisou criar uma pauta midiática para tentar conter os arranhões em meio à lua de mel com a população campista. Principalmente com a população de baixa renda, que está vendo os benefícios sociais serem cortados, e os servidores municipais, que já estão com um pé atrás com a nova gestão. 

Como precisava desviar o foco, o prefeito criou as 10 medidas para anunciar e voltar à cena como o bom moço, o intocável. Tudo planejado com sua assessoria de comunicação e marketing. 

Entre as medidas anunciadas, algumas subjetivas e outras contraditórias, uma chama atenção. O prefeito vem anunciando desde sua posse um estudo para uma reforma administrativa. Segundo o novo alcaide, o objetivo é reduzir gastos. 

Numa jogada mal feita e patética, na tal medida da reforma administrativa ele inclui os RPAs e não cita os DAS. Ora, os RPAs não são cargos comissionados como tenda induzir a medida. Os DAS que precisam ser reduzidos na reforma administrativa e não os RPAs que trabalham lá na ponta executando as determinações dos cargos comissionados. 

Enquanto o prefeito fala em cortar os RPAs, quem acompanha o Diário Oficial pode conferir todos os dias dezenas de nomeações de DAS distribuídos para os seus cabos eleitorais e os indicados dos vereadores que compões sua base. Aliás, o blog tem publicado as nomeações e como podem conferir são as matérias mais lidas dos últimos dias. 

Veja abaixo as 10 medidas subjetivas e contraditórias.

1ª – Revisão de custo com água e energia. O governo pretende, com a participação das concessionárias, reduzir os custos em R$ 7 milhões/ano;


2ª – Recadastramento dos bens imóveis do município e dos aluguéis. A intenção é a utilização dos prédios públicos e uma redução de R$ 700 mil/mês;

3ª – Já está sendo iniciada, com auditoria interna, uma reforma administrativa para reduzir um gasto de R$ 50 milhões. O prefeito lembra que só com RPAs a última administração gastava R$ 8 milhões/mês. “É preciso reduzir esses valores”, ressaltou Rafael;

4ª – Modelo de gestão eficiente. Os gestores serão avaliados semestralmente;

5ª – Revisão dos contratos de antecipação dos royalties. Hoje, a dívida já está na casa de R$ 1,3 bilhão e o governo ressalta que esses números não batem com os do orçamento elaborado;

6ª – Aporte de receita com parcerias públicas e privadas, já que o município já deixou de ganhar pelo menos R$ 1 bilhão por falta de projetos;

7ª – Promover a redução de 20% do custeio. “A máquina está inchada. É preciso fazer mais por menos”, disse o prefeito;

8ª – Adesão ao Programa Cidades Sustentáveis;

9ª – Adesão ao Programa Brasil Transparente, da União;

10ª – Regulamentação da Lei de Acesso à Informação. O decreto já está sendo elaborado.

Rosinha: "É bom ele (Rafael) falar menos e trabalhar mais"


Do Blog do Garotinho

A ex-prefeita Rosinha Garotinho desmentiu categoricamente que tenha deixado dívidas à frente do município de Campos no valor afirmado pelo secretário municipal de Controle, da equipe do prefeito provisório Rafael Diniz: "Há duas hipóteses para tal afirmação: incompetência ou desconhecimento, há também uma terceira; as duas coisas juntas." 

Ao sair do governo além de deixar os salários em dia com o mês de dezembro pago e o 13° quitado, Rosinha pagou os programas sociais dentro do mês de dezembro. 

"É um absurdo dizer que deixamos dívidas de R$ 61 milhões em precatórios com o Tribunal de Justiça, tudo que foi pago dentro do ano de competência, os precatórios de anos seguintes devem ser pagos conforme manda a lei, em seus respectivos vencimentos" acrescentou Rosinha. 

Rosinha afirmou também que é no mínimo uma demonstração de ignorância atribuir parcelamentos de INSS e FGTS vindos de outros governos como se fossem dívidas deixadas pelo seu governo. 

"Talvez essa seja uma forma de explicar o despreparo do atual prefeito que até agora só anunciou extinção de programas sociais e cortou benefícios dos funcionários" disse Rosinha. 

Ela lembrou ainda que publicou um balancete resumido da prefeitura no dia 31 de Dezembro de 2016. 

"É bom ele falar menos e trabalhar mais" finalizou Rosinha.

Portal Transportes Coletivos de Campos confirma reunião com o Prefeito

Foto: Diário da Planície
A página do Portal Transportes Coletivos de Campos confirmou na tarde desta terça-feira (12) que foi realizada uma reunião entre rodoviários e o prefeito Rafael Diniz no dia de ontem. 

A confirmação da reunião desmente à Prefeitura de Campos, que emitiu nota oficial informando que não houve o encontro com o prefeito. 

A nota buscava desmentir uma notícia do blog do Garotinho sobre uma provável decisão do prefeito em acabar com o programa de passagem a R$1 (aqui). 

Ainda no dia de ontem, o site Diário da Planície publicou a matéria "Rafael Diniz admite que vai acabar com o Cartão Cidadão", com áudio de um dos rodoviários que participou da reunião. 

Na matéria ainda há foto dos rodoviários nas dependências da sede da Prefeitura de Campos. 

Ainda há informações sobre a proibição de celulares na reunião que aconteceu ontem com o prefeito e hoje no Instituto Municipal de Transito e Transporte (IMTT). 

É inexplicável a proibição de celulares nas reuniões com representantes de uma categoria. Talvez seja para fazer esse papel patético de emitir uma nota oficial mentirosa, impossibilitando os trabalhadores que lá estiveram de se defenderem contra esse tipo de armação e mostrarem aos seus colegas de categoria que estão buscando solucionar seus problemas. 



Professores querem saber sobre a eleição para direção de escola


O novo governo de Campos já pode começar a se preparar para uma grande encrenca. 

Ao negociar os cargos de direção de escola para eleger o presidente da Câmara, o prefeito Rafael Diniz está comprando uma briga com os professores.

Vários educadores começaram a questionar as promessas do moço e já se movimentam para cobrar do governo.

Rafael nomeia sexta leva de DAS


O Diário Oficial desta quinta-feira (12) traz mais uma grande leva de DAS. 

Como dizia o próprio prefeito Rafael Diniz, a maquina está "inchada". 

E vai continuar...









O governo das comissões


O governo Rafael Diniz virou a gestão das comissões. Até o momento a única coisa concreta que o governo fez foi a criação de tais comissões, que tem longos 90 dias de prazo para chegarem a algum lugar. 

Tem comissão na saúde, comissão na educação, comissão na administração, comissão na fazenda...

Mas acima das comissões tem a comissão-mor, que virou alvo de ação popular conforme divulgamos (aqui). 

Essas comissões...

Ação popular pede nulidade de decretos do prefeito Rafael Diniz


Do Portal Viu online!

Com 11 dias de governo na cidade de Campos dos Goytacazes, o prefeito Rafael Diniz (PPS) enfrenta a primeira ação popular proposta na justiça local.

Com pedido de liminar e tutela de urgência, o autor da ação, o blogueiro Fabrício Freitas, pede a nulidade dos decretos 001/2017 e 002/2017, praticamente, os dois primeiros atos oficiais publicados pelo novo governo.

Os dois decretos tratam da Comissão Especial de Gestão, um pequeno colegiado criado na administração municipal presidido pelo novo prefeito e com amplos poderes sobre todos os órgãos da administração municipal.

comissao campos-rj
TRECHO DA AÇÃO popular proposta contra os dois decretos do prefeito de Campos dos Goytcazes Rafael Diniz
A ação popular destaca que a Comissão afronta a lei orgânica do município, já que sua criação por meio de decreto deveria ser um ato legislativo, votado na Câmara de Vereadores, e não um ato discricionário do poder executivo, porque ganhou empoderamento que extrapola um ato de rotina. “Ela transforma todos os secretários em simples carregadores de mala ou ocupantes de cadeiras”.

Reportagem completa (AQUI).

Pezão não brigará pela Cedae


Em negociação com o governo federal para tentar sanar o Estado do Rio, Luiz Fernando Pezão já concluiu que não adianta brigar para manter a Cedae sob seu guarda-chuva.

Ele sabe que, caso contrário, não receberá de Michel Temer o socorro que seu caixa necessita. Objetivamente, o governador está disposto a ceder a companhia de águas fluminense para ser privatizada. A dúvida agora é sobre o melhor caminho jurídico para fazê-lo.

Radar online

Rafael Diniz nomeia quinta leva de DAS


O Diário Oficial desta quarta-feira (11) traz mais uma leva de nomeações no governo Rafael Diniz (PPS). 

Diferente dos discursos na Câmara Municipal, quando esbravejava contra o governo anterior dizendo que a prefeitura estava inchada de DAS e contratados, Rafael continua nomeando vários cargos comissionados e negociando com vereadores da sua base. 

Mas o que causa estranheza é o decreto do prefeito criando uma comissão para fazer uma reforma administrativa. Ora, das duas uma. Ou o prefeito vai reduzir os cargos e demitir quem está nomeando, ou vai aumentar o número de DAS para agradar sua base na Câmara. 

Abaixo mais leva de nomeações.


Lava Jato: Cabral pode ter superfaturado quentinhas


Uma nova delação na Lava-Jato no Rio de Janeiro vai colocar os investigadores na trilha do milionário negócio do fornecimento de quentinhas . Mais especificamente, nas secretarias de Saúde e de Administração Penitenciária.

Blog do Lauro Jardim, O Globo

Vereador de Campos propõe redução de férias da Câmara Municipal


O vereador de primeiro mandato, Thiago Ferrugem, publicou em sua página no facebook uma proposta de redução das férias dos vereadores de 3 meses para 1 mês. 

Na página ele pergunta aos internautas se concordam com a proposta (aqui).

Rafael Diniz nomeia quarta leva de DAS; SJB tomou conta da Saúde


O Diário Oficial desta terça-feira (10) traz mais uma grande leva de nomeações de DAS do governo Rafael Diniz (PPS). 

Diferente dos discursos da Câmara, Rafael já nomeou cerca de 300 cargos comissionados, além das chefias de postos de saúde e gestores de escolas que ultrapassam 500 DAS e estão sendo negociados com vereadores da sua base. 

Mas da nova leva chamo a atenção para secretaria de Saúde. Se você leitor não conhecer os nomes dos principais cargos, vá a São João da Barra e pergunte quem é quem. 

A nova gestão deixou os campistas de lado e nomeou para os principais cargos da Saúde pessoas de São João da Barra. 

A nova turma que chega a Campos foi carinhosamente apelidada de república do conhaque (referência a fabrica do conhaque de alcatrão de SJB). 

Aliás, são muitas repúblicas que pousaram na planície goitacá. Mas do jeito que as coisas começaram, vai precisar de um Antonov para levar a turma, como bem comenta o blog Planície Lamacenta, do policial civil Douglas da Mata (aqui).

Veja abaixo a nova leva.